Loading...
Conteúdo

5 coisas que ninguém te conta sobre começar um Blog de Viagem

blogueiro de viagem

1 – Você precisa abraçar o mundo

Talvez essa seja a dica mais importante. Prepare-se! Essa coisa de ser especialista em determinadas áreas não serve para os blogueiros. Pelo menos não para os que estão começando.

Ao iniciar um blog de viagem você no mínimo tem que entender um pouco sobre T.I, se não entende terá que ler um pouco sobre o assunto para conseguir dar o primeiro passo: Template e plugins serão seus maiores pesadelos nesse início.

O que você sabe sobre redes sociais? Marketing de conteúdo? Prepara-se para um universo paralelo, quem manda aqui não é o cliente e sim o tio Mark. Dono do Facebook, do Instagram e do Stories é ele quem dita as regras!

Para nós, meros blogueiros em busca de um maior engajamento, resta dançar conforme a música.

Se você é pop nas suas redes sociais, saiba que aqui fora (perfil business) o mundo é muito mais difícil e você vai ter que rebolar muito para ter sucesso.

Se você já ampliou seu conhecimento sobre T.I e marketing está na hora de ir em busca de noções básicas de design, jornalismo e fotografia.

Tá bom assim pra você? Se sim, bem vindo ao incrível mundo dos blogueiros de viagem! =D

2 – Suas férias se tornarão o seu trabalho

É isso mesmo que você leu, viajar passará a ser o seu trabalho! Ainda que o blog não pague as suas contas, você terá que passar a encarar as suas viagens com mais responsabilidade.

A etapa organizar viagem tem que ser muito mais minuciosa. Incluir no roteiro de Paris uma passagem pela Torre Eiffel e uma visita ao Museu do Louvre é mais do que óbvio para quase qualquer ser-humano que viaja. Você como blogueiro de viagem, tem e deve buscar informações a mais, ir além. Surpreenda o seu leitor!

Assim como em qualquer trabalho, que você deixa tudo adiantado para os dias em que estará de férias, no seu blog irá funcionar exatamente da mesma maneira. Não deixe a peteca cair enquanto você viaja, hoje o que não faltam são ferramentas de programação de conteúdo. 😉

Chegou o dia da viagem e você está registrando tudo para futuros conteúdos: fotos e vídeos, seus materiais mais valiosos. Mas e o agora? E a foto do Instagram, Stories, Snap ou Twitter?

Tudo isso faz parte, e a Torre Eiffel que você faria em 1 hora levará duas horas para conhecer. E mesmo que você esteja verde de fome, após ter andado Paris inteira, você tirará 500 fotos do prato antes de mandar ver.

Tá bom assim pra você? Se sim, bem vindo ao incrível mundo dos blogueiros de viagem! [2] =D

3 – Feito não é melhor que perfeito

Na hora de começar um blog ou um canal no Youtube muitos dizem para você começar logo e depois com o tempo vai melhorando. Aí vem aquele amigo camarada e diz: Antes feito do que perfeito! Se eu fosse você eu não levaria essa frase tão a sério.

Passou a era na internet onde o público aceitava um blog meia boca ou um canal mediano. Isso foi há 15 anos atrás, quando tudo isso estava começando. Blogueiras usando as redes como diários, não existia SEO, redes sociais o marketing eram o famoso boca a boca.

Os blogs meia-boca perderam espaço quando as empresas descobriram que essa é uma excelente ferramenta de divulgação e começaram a investir pesado nisso. Youtubers que faziam vídeos tremidos e desfocados perderam espaço quando os globais começaram a migrar para a rede junto com uma equipe de produção audiovisual.

Comece com qualidade! Isso não requer grandes investimentos nos dias atuais, requer apenas planejamento e foco! O que eu quero dizer com qualidade? Fotos de qualidade, conteúdo de qualidade, layout de qualidade!

4 – Você está nadando em um oceano vermelho

Já ouviu falar na teoria do Oceano Azul? Resumidamente isso quer dizer: se diferenciar perante aos seus concorrentes. Seria melhor se fosse: Quais concorrentes? Não tenho isso! =D

Aqui a reflexão é que se você está começando agora saiba que já existem algumas centenas de milhares de blogs de viagem. Você ainda está em tempo de definir exatamente qual será o seu diferencial.

Blogs que narram roteiro dia a dia sobre Londres, Nova York, Roma a internet está cheia. Mas será que tem alguém contando o lado B dessas cidades? Onde comer comida sem glúten ao redor do mundo? Turismo de experiência? Mães solteiras viajado com filhos? Viagens com os pets? Enfim, o universo é muito grande para a gente se limitar a um: Blog de viagem, puro e simples! Qual é sua essência? Qual é o seu diferencial? Qual é o seu nicho?

Respira, inspira, não pira! Não me vai criar um blog sobre viagens para o espaço, provavelmente você não irá conseguir manter uma frequência de posts com esse tema super diferente. É importante que você tente se diferenciar de alguma maneira, mas isso não quer dizer que não pode existir ninguém no planeta que siga o mesmo caminho.

Só tente não ser mais um. 😉

5 – Ninguém vai te levar a sério

Existem blogueiros e blogueiros, essa última é bem específica para aqueles que querem transformar o blog em um negócio.

Parece que gostar de viajar (muito) é um crime ou coisa de quem não quer nada da vida. Se você é do tipo que gosta de viajar (muito) e ainda por cima quer criar um blog de viagem para rentabilizar o que você mais gosta de fazer, prepare-se para uma chuva de críticas e piadinhas.

Não quer mais nada né? Viajar e ainda receber por isso? Isso é tudo que mais desejamos!

Você que é médico não quer mais nada do que passar o dia fazendo cirurgia e ainda ganhar por isso né? Essa frase é perfeita e encaixa para todas as profissões, sendo assim quando alguém lhe fizer essa brincadeira, fique à vontade.

Bom, nem sempre as pessoas expressam na cara dura essa indignação com a sua escolha, mas saiba desde já que vai levar um tempo para amigos e familiares te levarem a sério. Mas fique tranquilo, quando esse dia chegar as piadas vão mudar e serão assim: Nossa, queria eu levar essa vida, receber para viajar! 😉

Tá bom assim pra você? Se sim, bem vindo ao incrível mundo dos blogueiros de viagem! [3] =D

Blog de Viagem

7 comments
  1. Marlyana

    Parabéns. Adorei o comentário sobre o feito é mais que perfeito. Nem tanto ao.mar nem tantô à terra. Mas sim amadorismo demais espanta. Sou do blog De Saias pelo Mundo , jornalista “véia” de casa e ralando. Vou acompanhar vocês e adoraria começar a trocar idéias. Muitos cursos. Dúvidas mil.

    1. Mayte Scaravelli

      Obrigada Marlyana, seja muito bem vinda! 😉

      Te convido a seguir nossas redes sócias e fique a vontade para nos enviar msg sempre que precisar. Inclusive logo logo vamos abrir um grupo no Facebook justamente com o objetivo de estar próximo de todos os blogueiros e poder realizar muita troca de conhecimento e experiência. Se inscreva também na nossa newsletter para receber nosso conteúdo em primeira mão. =D

  2. Gisele Prosdocimi

    Adorei o texto e as dicas, essa de ninguém te levar à sério e te criticar, no início passei por isto e é uma chateação. Agora que meu blog já está com quatro anos, as mesmas pessoas que me criticavam agora me acompanham nas redes sociais e até me pedem dicas. Ganhei foi mais respeito e admiração!

    1. Mayte Scaravelli

      Pois é Gisele, é assim mesmo. =x É chato no começo, mas acredito que quando a gente passa a acreditar no nosso trabalho e bater o martelo que é isso que queremos para a nossa vida as pessoas passam a respeitar mais. Aliás, está rolando uma discussão sobre isso lá no nosso grupo do Facebook – Hello Blogger (procure o grupo, peça aprovação e participe desse bate-papo)=D

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *