Loading...
SEO

Como incluir links no site? Você pode estar fazendo isso errado!

Como incluir links no site

O que é um blog sem os links, não é mesmo? Links internos, links externos – é assim que você conecta seu conteúdo e atrai relevância para o seu site. E se a estratégia de Link Building determina a relevância de um site, também determina ranqueamento no Sr. Google. Então, se você está levando a vida de blogueiro a sério e quer fazer de tudo para seu site se posicionar de forma cada vez mais profissional no mercado, você precisa aprender como incluir links no site

Quem pensa que basta um copia e cola, e tá pronto, tá bem enganado. Inserir links perfeitos em um blog exige respeito a alguns detalhes técnicos. Isso faz toda diferença para o resultado final da sua estratégia de Link Building.

Como incluir um link no site?

1 – Preste atenção no texto-âncora!

Podemos dizer que o texto âncora é o ‘link visível’. É a parte do texto que o leitor está vendo, onde ele vai clicar para ser direcionado para a outra página que eu estou referenciando. Você pode incluir textos-âncora no meio da narrativa do seu post, o que deixa a leitura muito mais fluida. Como por exemplo:

“Estávamos visitando o Coliseu de Roma, que fica bem ao lado das ruínas do antigo Fórum Romano. Uma verdadeira viagem pela Roma Antiga!”

Nessa frase, eu incluí um link para o Fórum Romano, sem fazer uma parada na minha narrativa sobre o Coliseu. Nesse exemplo, meu texto-âncora foi Fórum Romano, que está em destaque indicando o link de forma visível ao leitor.

Um bom texto-âncora deve descrever qual o conteúdo da página de destino do link. Quando o Google lê um link, ele o associa ao texto-âncora, o que faz com a que página para a qual esse link direciona seja indexada para essa palavra-chave. É assim que o buscador entende que a minha página de destino do link fala sobre o Fórum Romano, entendeu?

Esse texto-âncora mais natural, mais fluido, é bom para o leitor e excelente para SEO. Por isso, evite ao máximo colocar links em expressões como Leia aqui, Veja mais, Saiba mais, ou qualquer outra expressão genérica, que não acrescenta nenhuma informação relevante para a indexação da sua página.

2 – Coloque o link dentro de um contexto

Quantidade não tem nada a ver com qualidade. Não adianta encher o post de links, se eles não tem nada a ver com o que está sendo discutido naquela página. A regra aqui é simples: inclua apenas links que tenham a ver com o assunto tratado no post!

Quando o robô do Google identifica um link, ele avalia todo o conteúdo: o texto-âncora e o entorno desse link. Com isso, ele busca evitar a prática de Black Hat por usuários que tentam driblar as boas práticas de SEO para alcançar melhor posicionamento no ranking do Google.

Aproveite o que você aprendeu no tópico 1 sobre texto-âncora e os introduza dentro da sua narrativa, contextualizando o link com o que você está escrevendo.

3 – Diversifique – mas não complique!

Uma boa dica é diversificar os textos-âncora de um post, para não correr o risco de ser penalizado pelo Google por uma possível prática de Black Hat. Nunca use apenas um tipo de texto-âncora. Para melhorar a qualidade da sua estratégia de Link Building – Diversifique!

Mas como fazer isso???

Vamos dar um exemplo da construção de um link para um post sobre Road Trips do blog Passaporte com Pimenta. Vou te mostrar algumas das principais formas de texto-âncora para esse link. Algumas muito boas, outras bem ruins e uma fantástica. Vamos analisar algumas dessas opções?

Correspondência completa

Link: Confira o post do blog Passaporte com Pimenta sobre Road trips.

Essa chamada usa a correspondência completa do texto-âncora. Quando o texto do link corresponde exatamente à palavra-chave para a qual queremos ranquear. Esse é um bom exemplo de link bem construído, já que o texto âncora indica sobre o que fala o post linkado!

Correspondência Parcial

Link: Confira o post do blog Passaporte com Pimenta sobre Road trips em Portugal.

Essa é a chamada correspondência parcial do texto-âncora. É uma boa opção para diversificar os links, acrescentando outras palavras relevantes junto à sua palavra-chave. Outro bom exemplo de como construir um link!

Âncora de Cauda Longa

Link: Confira o post do blog Passaporte com Pimenta sobre Road trips pelas praias do norte de Portugal.

Um texto-âncora de cauda longa quer dizer uma pequena frase relacionada com o post linkado. Nesse exemplo, você mantém a relevância da sua palavra-chave, mas inclui detalhes que definem melhor o assunto do link. Isso melhora o ranqueamento da página em pesquisas mais específicas. Outro bom link!

Semânticos

Link: Confira o post do blog Passaporte com Pimenta sobre Viagens de Carro.

Nesse modelo, você trabalha o link com sinônimos e variações da sua palavra-chave. São os chamados textos-âncora semânticos, que também de alto valor para SEO.

Genéricos

Link: Confira aqui o post do blog Passaporte com Pimenta sobre Road Trips.

Essa forma de texto-âncora genérico é uma das piores para construir um link em seu site. Nesse exemplo, o texto-âncora Confira aqui o post não diz nada sobre o blog ou sobre o conteúdo que estou referenciando. E se não traz relevância, não pode ser bom, né? Outros exemplos muito usados são Leia mais, veja aqui, nesse link, etc. Vamos parar de usar termos genéricos em nossos links e começar a criar links perfeitos em nosso blog?

Marca

Link: Confira o post do blog Passaporte com Pimenta sobre Road Trips.

Essa forma de construir links fortalece a marca do blog. Geralmente é onde sites externos colocam os links que direcionam para nossos blogs. Não é a melhor das opções: embora transmita relevância para o nome do blog, não oferece detalhes ao Google sobre o conteúdo do link. Com certeza, é uma opção melhor que o texto-âncora genérico, mas você pode fazer melhor que isso, ok?

URL

Link: Confira o post do blog Passaporte com Pimenta sobre Road Trips clicando em https://passaportecompimenta.com/road-trips/

Links construídos em cima de URL fortalecem o endereço da URL de um post. Mas concorda comigo que é bem melhor destacar o conteúdo de um post que o seu endereço? Acho que a gente já te deu opções bem melhores para um bom link mais acima!

Marca + referência a conteúdo

Link: Confira o post do blog Passaporte com Pimenta sobre Road Trips.

Aqui foi feito um trabalho conjunto de fortalecimento da marca com referência ao conteúdo do post. Você dá relevância ao nome do blog, deixa claro sobre o que trata esse link e ainda associa a sua marca como referência para aquele termo de pesquisa.

Fica bem difícil conseguir uma estrutura de link melhor que essa, viu? Temos nossa campeã 🙂

É hora de criar links perfeitos no seu site!

Viu como é fácil diversificar a sua estratégia de construção de links sem perder a qualidade? E tem mais post sobre Link Building no Hello Blogger, aproveita para continuar aprendendo sobre o assunto aqui no site!

5 comments
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *