Loading...
Monetizar

Todas as dicas de como você pode montar o seu mídia kit

Como montar um mídia kit

Para conseguir boas parcerias precisamos de um bom mídia kit, isso não é segredo para ninguém. Me parece que o segredo é o: Como montar um mídia kit. Muitas pessoas tem dúvidas de como fazer e quais informações colocar. São muitas as dúvidas, por isso resolvemos criar um conteúdo completo sobre o assunto. Para você concluir essa leitura e já colocar a mão na massa.

Primeiro devo dizer que não importa o seu tamanho, tenha um mídia kit sempre em mãos. Está cada vez mais comum empresas procurarem os micro influenciadores para realizar campanhas publicitárias.

Se você está começando agora e não sabe muito bem sobre o que se trata um mídia kit, isto será a sua vitrine. Este é o material que você vai apresentar para as empresas, com mais detalhado sobre o seu trabalho e os resultados dele.

Poupe o tempo das pessoas

Antes de começar a revelar o como criar um mídia kit quero falar sobre coisas realmente relevantes quando o assunto é parceria. Poupe o tempo da pessoa que está do outro lado, com certeza isso já será um diferencial seu perante a tantos outros concorrentes. E o que eu quero dizer com isso:

Tenha noção do seu tamanho

Embora eu tenha dito sim que cada vez mais empresas estão buscando micro influenciadores para as suas campanhas, você precisa ter em mente que o seu tamanho é documento, sim senhor! Se você ainda é pequeno e não tem um público muito engajado espere um pouco para sair por aí pedindo parcerias. Isso pode levar um tempo, mas quando você estiver em outro patamar com certeza a chance de ganhar um sim é muito maior.

A parceria tem que ser bom para os dois lados, você consegue uma permuta em hospedagem, tem todo o trabalho de criar um post (com qualidade) e em troca divulga o hotel. Hoje em dia é muito difícil o hotel medir se essa parceria contigo chegou a resultar em outras hospedagens, mas o mínimo que um hotel espera e que sim, converta em vendas ou maior visibilidade. Se você é pequeno e não consegue oferecer nenhum dos dois, qual é a vantagem para o hotel?

Sendo assim poupe o seu tempo e o tempo de quem está do outro lado. Se você não tem tamanho suficiente para entregar um resultado para o seu cliente/parceiro, não entre em contato.

Seja objetivo

Tente passar o máximo de informação possível no seu mídia-kit, ainda mais se você está começando. Facilite a vida das pessoas. Ao chegar o seu mídia kit na caixa de e-mail de um hotel, e também de mais 10 blogueiros, o seu vem com todas as informações de valores, audiência e cases de sucesso enquanto dos outros 10 as informações estão incompletas. Pense que a pessoa que está analisando os materiais vai ter que perder tempo enviando e-mail para esses 10 blogueiros solicitando o que falta, quem estará na frente? Você que não deu trabalho extra para a pessoa.

Gosto inclusive de enviar e-mail solicitando a parceria JÁ com o mídia kit em anexo!

Como montar um mídia kit

Quem é você

Na boa, ninguém está interessado na sua história de vida, então seja objetivo e escreva informações que valorize o seu trabalho como blogueiro de viagem. O mídia kit não é um currículo, embora você esteja tentando uma parceria, ninguém quer saber se você fez cinco faculdade, três pós graduações e um mestrado. Ao menos que toda essa experiência seja relacionada a turismo, jornalismo, história, fotografia, audiovisual, etc… áreas que realmente  agreguem um trabalho de turismo.

Não encha o seu mídia kit com informações que não tem valor para a parceria em questão.

Colocar uma foto sua ajuda a humanizar o seu mídia kit.

Quem é o blog

Conte o que é exatamente o seu blog de viagem. Qual é o seu foco e o seu estilo de viagem. Tem algum estilo diferenciado de escrita que vale a pena mencionar? Coloque! Esta definição clara pode ajudar muito a vida da pessoa que está do outro lado. Ela está fazendo uma triagem de blogs para uma press trip de lançamento do mais novo cruzeiro da Royal Caribbean e ao contar sobre o seu blog você diz que o seu blog é focado é mochilão ou road trip ou viagens low cost. Você é o público para essa press trip? Não! Então, a pessoa ganha tempo eliminando o seu blog dessa ação.

Não tenham medo de escrever qual é o foco do seu blog! Você pode perder algumas parcerias e ganhar tantas outras. E lembre-se poupe o tempo das pessoas, seja breve e objetivo!

Uma vez que a já contou quem é você e quem é o seu blog, vamos ao que importa: público alvo e os números.

Quem é a sua audiência

Através do Google Analytics (já falamos sobre o vocabulário básico do Google Analytics), você consegue extrair as principais informações que interessa para montar um mídia kit.

Informe os dados demográficos do seu leitor. Onde eles estão, qual é o sexo e idade.

Quais são os seus resultados

O seu mídia kit deve estar sempre atualizado. Antes de enviar qualquer e-mail atualize os dados referente ao último mês. Se você deixa o seu material à disposição para download no blog, é interessante que você atualize ele mensalmente ou a cada dois meses.

Visitantes únicos: Quantas pessoas estão visitando o seu blog? Se você acha que o seu número é baixo, some os últimos 90 dias. Informe qual é o período das informações e não se esqueça de manter o material sempre atualizado

Pageviews por mês: Quantas páginas visitadas você tem por mês? Isso pode dizer muito sobre os resultados do seu blog, mas não diz tudo. Atrelada com a informação anterior o seu parceiro consegue saber se o seu blog é um blog onde os leitores navegam muito ou simplesmente entram em uma página para ler um único post e fecham a janela. Por isso é tão importante você fazer uma conexão entre os seus posts que se correlacionam.

Origem do tráfico: Da onde está vindo o seu público? Lá no Google Analytics você consegue saber da onde exatamente vem o seu público. Redes sociais, orgânico, direto, ou indicação. Essa é uma informação relevante para adicionar no seu material. Se você tem um grande tráfego orgânico, significa que o seu parceiro tem mais chance de ser visto a longo prazo, diferente dos tráfegos via redes sociais que dependem muito de você.

Para ser bem objetivo essas duas informações são as mais relevantes. Tem algumas pessoas que preferem incluir números de sessões, taxa de rejeição e tempo médio de uma sessão. Não existe certo e errado, se você acha que cabe mais informação e não vai ficar um mídia kit poluído ou muito extenso, coloque.

Redes sociais

Hoje em dia redes sociais são tão importantes quanto o próprio blog. Você não precisa estar em todas as redes sociais, precisa estar onde o seu público está e precisa ter um bom engajamento. Melhor tem poucas e conseguir gerenciar bem, do que estar em todas e não conseguir fazer nenhuma direito.

Apresentar as redes sociais é simples. Deixe o link caso a pessoa queira conhecer melhor o seu trabalho e diga quantos seguidores você tem.

Cases de sucesso

Se você já realizou algum tipo de parceria informe qual foi – adicione o logo das empresas e se possível pegue o depoimento da pessoa que fechou com você. Isso ajuda a mostrar o quanto as pessoas estão satisfeitas com o seu o trabalho. Se não tiver depoimentos, apenas mostre apresente o logo ou com uma menção. Redirecione para o post ou trabalho que você realizou, é uma maneira do cliente/parceiro conhecer o seu projeto.

Quanto mais case de sucesso e parcerias, mais credibilidade para o seu negócio. Se você tem uma série de permutas, selecione as melhores delas, não precisa divulgar todas.

Formatos de parceria

Informe quais são as opções de parceria que você oferece: publi post, banner, press trip. Se possível já informe os valores, como eu disse anteriormente essa é uma maneira de você economizar uma troca de e-mail.

Faça um breve resumo de como vc trabalha com cada um dos formatos. Medidas, valores, etc… Para as redes sociais, especifique os valores e as quantidades de posts. Para os posts patrocinados, mencione onde você divulga o post, qual é a sua linha editorial. Todos esses detalhes podem ajudar na tomada de decisão de um parceiro.

Parece óbvio, mas não é

Não minta! Por incrível que pareça existe muita gente querendo inflar os números do mídia kit achando que tá tudo bem! Claro que não está tudo bem, hoje em dia existem centenas de ferramentas que é possível validar as informações, ou o parceiro tem todo o direito de pedir um print ou acesso ao seu Google Analytics.

Capriche! A primeira impressão do seu material diz muito sobre o seu cuidado com as coisas. Tenha um layout bonito, agradável e limpo. Tente usar a criatividade e criar um material diferente, que possa de destacar entre tantos.

Salve em PDF! Jamais envie um documento desse em qualquer formato que seja possível as pessoas alterarem os seus dados. O formato PDF é o mais seguro.

Link para o blog! Facilite a vida das pessoas, deixe o link do seu blog e convide a pessoa para conhecer mais do seu trabalho. Os números podem ser bem importantes, mas nada como entrar no blog e dar de cara com um trabalho bem feito.

Deixe o seu contato! Por mais que você esteja enviando o mídia kit do seu e-mail, deixe o seu contato salvo no documento. Muitas coisas podem acontecer e esse documento ir parar em uma pasta qualquer. Facilite a vida da pessoa e deixe o seu contato na mão.

Todo mundo um dia começou

Se você ainda não tem números expressivos, cases de sucesso e nem parcerias, tudo bem. Todo mundo começou do zero também e já teve um mídia kit pequeno. Mas lembre-se que o importante é começar. =D

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *