Carregando...
Conteúdo

Conteúdo em Vídeo – Por onde começar e para onde ir?

Conteúdo em vídeo

Dando sequência ao nosso grupo de estudos, que surgiu lá no grupo do Facebook da Hello Blogger (ainda não está lá? Chega mais) ontem, dia 10/03, rolou o segundo encontro do qual falamos sobre conteúdo em vídeo.

E para quem caiu de paraquedas, a ideia é o seguinte: debater alguns temas bacanas que foram apresentados na YouPixCon 2018, um dos eventos mais relevantes do Brasil sobre criadores e conteúdo digital.

Veja o que rolou no primeiro grupo: Jogo de estratégia – você tem um plano de ação?

Youtube ou Depositube?

Começamos o bate-papo por ninguém mais ninguém menos do que pelo Youtube, a plataforma que reina quando o assunto é vídeo. Não muito diferente do que já havia sido conversado no primeiro encontro, sobre estratégia, voltamos a falar sobre a tal. Pra quê começar um canal no Youtube? Porquê todo mundo está lá não é a melhor resposta, muito menos responder que o mundo digital está se convertendo em conteúdo em vídeo.

Sem estratégia, sem um objetivo o seu canal corre um grande risco de se tornar um depósito de vídeo sem relevância. Ninguém quer jogar tempo e dinheiro fora produzindo conteúdo para cair no limbo dos vídeos sem engajamento e views.

Estratégia já!

Foi aí que o grupo entrou em ação e sugeriram algumas dicas interessantes para aqueles que querem começar.

    • Crie uma lista com pelo menos 100 tópicos com possíveis vídeos para o seu canal;
    • Se organizar e gravar vídeos antes mesmo de lançar o canal (estoque de vídeo). Esteja sempre a frente para garantir a frequência dos seus vídeos;
  • Vídeos longos não, por favor! Tem um tema muito longo? Que tal criar temporadas e quebrar um vídeos em vários?

Autenticidade também foi um tema bastante discutido, não simplesmente pelo fato de que hoje essa é a palavra da moda, mas porque já é tão difícil ir pra frente das câmeras, editar um vídeo que o desafio seria muito maior se além de tudo isso tivéssemos que inventar um personagem e fazer algo que não nos agrada, só porque agrada ao público que está assistindo. =x

LIVE!

Entre Youtube e Instagram Stories o tema live foi e voltou ao longo do nosso bate-papo. Tinha gente lá pra lá de experiente no assunto, que inclusive já contou no Hello Blogger a experiência com este formato de vídeo Mariana Viaja – Como inovar no Youtube.

Edição de vídeo passa longe, mas nem por isso o trabalho é menor. Esteja preparado para aquilo que você se propôs a fazer. Mas e se eu errar? Se eu travar? Cara e coragem, os participantes são sempre mais suscetíveis aos erros em uma live do que no formato gravado, a interação é maior e consequentemente a aproximação com o seu público maior ainda.

Não tenha vergonha se o seu público for pequeno, pense que todo mundo um dia começou pequeno.

Instagram Stories

Não é segredo para ninguém que o Instagram Stories é o queridinho da vez, ainda que muitos tenham vergonha e se sintam desafiados pela ferramenta aqui está a melhor maneira de você começar a perder medo dos vídeos.

Se você é do time que grava 450x o mesmo vídeo antes de subir não se sinta estranho, todo mundo um dia já fez isso. O Instagram Stories é a melhor maneira de começar a perder o medo das câmeras. Você começa sem aparecer, só com a sua voz de fundo. Daqui a pouco está arriscando um vídeos ou outro com o seu rosto e quando menos esperar está brincando e dando risada com a sua audiência. Vai por mim, é assim, mesmo que isso te pareça uma missão impossível. Mas, para isso é necessário treinar.

Inquestionável, o Instagram Stories é a melhor maneira de você estar próximo do público e de criar uma relação com os seu seguidores. Use e abuse das ferramentas de perguntas e respostas, enquetes, Gifs animados e pouco a pouco vai sentir um retorno incrível.

Leia também: 10 dicas para nunca mais faltar conteúdo no Instagram Stories

E o IGTV? Ao que tudo indica, a ferramenta está com os dias contados, afinal não dá pra ter sucesso em tudo não é mesmo caro Mark? A Thaís, do blog Thais Longaray, trouxe uma notícia quente para o grupo e compartilhou com a gente os motivos pelo qual o IGTV ainda não vingou.

O próprio CEO Kevin Systrom tenta explicar:

São basicamente três problemas: o formato vertical é pouco usado para conteúdo longo; o Instagram não ensinou suas estrelas a gerar esse tipo de vídeo; e o IGTV pode ser facilmente ignorado na interface.

Não fomos muito longe com esse tema, afinal foi unânime o desinteresse pela plataforma. Mas a partir disso surgiu uma discussão bem interessante – pegar ou não a onda das novas redes sociais? O grupo ficou dividido. Teve quem defendeu que seja importante entrar, testar e esperar para ver o que vai dar. Enquanto teve quem declarou que não entra na onda, por dois motivos: não é perfil do público alvo. E questão de foco/tempo, preferencia em queimar as energias naquelas que já estão consolidadas.

Existe um certo ou um errado? Claro que não!

E no final concluímos com uma boa gargalhada e suspiro de alívio que não estamos sozinhas nos medos, inquietações e dúvidas. Todas estão no mesmo barco.

Foi uma delícia poder evoluir juntas. 😉

Gostou da discussão sobre Conteúdo em Vídeo?

O próximo bate-papo trará o tema influência 360o. Vai ser dia 20/03/2019, às 20h. Tá a fim de participar?

Entre em contato com a gente aqui na caixinha de comentários!

2 comentários
  1. Alessandra Lima

    Muito boa a discussão sobre vídeos, ainda não estou muito preparada para o Youtube, nem sei se devo focar nisso. Mas toda informação ajuda inclusive a analisar se entro ou não…rs. Tenho feito alguns vídeos curtinhos e colocado no instagram stories, sem eu aparecer muito por hora. Obrigada por compartilharem, gostaria de participar do próximo, ao menos como ouvinte. Abraços.

    1. Mayte Scaravelli

      Alessandra, os vídeos curtinhos no IG e IG Stories é um ótimo começo.

      Nós é que agradecemos você por acompanhar e claro que pode participar do próximo, não apenas como ouvinte mas participante vou incluir seu nome na lista. 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *