Loading...
Fotografia

3 segredos para melhorar a suas fotos de viagem

Como melhorar as suas fotos de viagem?

O enquadramento e a composição de uma boa foto vai muito além do seu conhecimento técnico sobre fotografia. A câmera, a lente e técnica podem sim fazer diferença, mas a verdade é que depende muito mais de você do que desses elementos. Então como melhorar as suas fotos de viagem?

Não é tão difícil ter um clique incrível. É preciso educar o seu olhar, estimular a criatividade e o mais importante ser autêntico com a sua fotografia. Sentir o momento e passar emoção através das fotos é um fator significativo para cativar quem está olhando aquela imagem.

Então vamos começar pela emoção.

Uma boa fotografia precisa contar uma história, ainda mais para nós blogueiros de viagem. A foto é  aquilo que representa tudo o que estamos contando. Se você escreve um texto sensacional e tem fotografias ruins, a expectativa do seu leitor vai lá em baixo.  

Mas como contar uma história? Não se apegue apenas aos elementos clichês de um destino, busque mostrar como é a cultura, as pessoas, a gastronomia, a vida real do lugar.

Isso é contar uma história através das fotos.

Ao longo da sua viagem por Londres não se apegue simplesmente a London Eye, Palácio de Buckingham entre outros pontos turísticos. Tente fazer uma foto no metrô, mas não espere todo mundo sair para fotografar, faça o clique com as pessoas em movimento – seja na plataforma ou na entrada do metrô. As famosas barraquinhas de Kebab, nem sempre aparentam ser o lugar mais limpo do mundo, dane-se essa a realidade. =D Fotografe o lugar sujinho mesmo, o cara pegando o dinheiro com uma mão e te devolvendo o kebab com a outra – real life!  

Busque ângulos diferentes para fotografar o mesmo elemento. Tente captar esses momentos que fazem parte da história do destino! Os seus posts passarão a ser mais reais e com mais emoção. Você provavelmente fará com que o seu leitor se sinta no destino em questão.   

As suas sensações são importantes, coloque sentimento em cada clique!

Muitas vezes é inevitável fazer um clique simplesmente por fazer. Olha a London Eye – Click! Olha o ônibus vermelho – Click! Mas, exercite o olhar para esses momentos menos turísticos e mais reais. Isto é uma questão de prática e quando você menos esperar já está colocando sua alma nos cliques.

Quando eu estive em Paris, eu estava na cidade à trabalho e estava sozinha. Claro que aproveitei a oportunidade para bater perna, era outono (minha estação preferida) e sem muito planejamento passei sem querer em um parque lindo. No momento eu estava trocando áudio de Whatsapp com uma amiga que nunca saiu do Brasil (aliás, nunca saiu do estado de SP) e eu contava para ela como a cidade estava linda.

Eu estava realmente muito feliz com aquela conversa e poder “mostrar” um pouco de Paris para ela através de áudios do Whatsapp, mandei uma foto para contextualizar o que eu estava vendo. Sem pretensão eu bati a foto, alí mesmo com o meu celular, sem técnica, sem pensar na luz e nem no ângulo ideal. A foto ficou tão bonita que logo joguei no meu Instagram. Foi uma das minhas fotos com mais likes, logo ela foi parar no perfil do Instagram da Viagem e Turismo e aí finalmente eu entendi o que era colocar sentimento em uma foto.

Uma publicação compartilhada por Travel Blog (@passaportecpimenta) em

Envolva os locais nos seus cliques, quem melhor para contar a história de um lugar do que os seus moradores? Não esqueça de pedir e respeitar o espaço deles e se for necessário pagar para ter aquela foto, pague!  

Eduque o seu olhar

Não deixe para fotografar só quando você viaja! Tenho certeza que a sua cidade, o seu condomínio tem as suas belezas. Passe a praticar a fotografia sempre que possível, essa é a melhor maneira de você educar o seu olhar.

Lá no grupo do Facebook da Hello Blogger – você já faz parte? Nós frequentemente lançamos desafios. Em um deles propomos aos participantes saírem para caminhar pela sua cidade, escolher um ponto e tirar dez fotos sem sair do lugar. Abaixe, vire para um lado, para o outro, de zoom… Dê cem passos e repita – mais dez fotos sem sair do lugar.

Essa é uma maneira de você começar a brincar com a fotografia e dessa maneira você passará a treinar o seu olhar e entender que de um mesmo ponto você pode fazer inúmeras fotos.

A partir do momento que você começa a praticar a fotografia no seu dia a dia, quando for viajar seu olhar estará mais treinado para os pequenos detalhes. Se for necessário tirar 50 fotos do Portão de Brandemburgo, em Berlim, tire! Não apague suas fotos antes de chegar em casa e abri-lás no computador.

Os profissionais da fotografia dizem que devemos montar a foto que queremos na nossa cabeça antes de fotografar. Então, observe o cenário que você tem antes do clique

Passe a registrar coisas que nunca lhe disseram para fotografar. Suas fotos irão te surpreender!

Criatividade

A criatividade está interligada com a questão de treinar o seu olhar. Provavelmente você já viu aquelas fotografias incríveis e quando vai ver o cenário por trás daquela foto pensa: não é possível. Essa foto nesse lugar? Pois é, é possível sim, basta treinar o seu olhar e sair fora da caixa!

Fotos: Gilmar Silva

Buscar referências também ajudam muito a criar fotos, claro que muitas vezes a nossa mão vai coçar para fazer aquela foto igual, e tudo bem. =D Pode copiar foto dos coleguinhas, mas tente criar uma sua, com o seu olhar, suas experiências, suas sensações.

Você utiliza a função salvar foto do Instagram? Se ainda não faz isso, recomendo fortemente a fazer. Seja para destinos que você está planejando conhecer ou fotos aleatórias. Crie pastas para se organizar e dedique tempo para fazer essa tarefa de olhar o Instagram como uma fonte de referência.

Boa notícia: o Instagram nem sempre é um “ladrão de tempo” use a tecnologia a seu favor. 😉

Outra dica, é analisar o comportamento das pessoas que estão fotografando em sua volta. Procure de preferência aquele que tenha a pinta de fotógrafo e não só o turistão. Se você notar que ele brincou com algum ângulo, com algum objeto do cenário para compor a sua fotografia – corra lá e repita!

Você deve estar se perguntando, e onde está a criatividade?

Fato, aqui estamos copiando! Mas o importante é você analisar o resultado final e começar a compreender o que é possível fazer e como é possível criar uma fotografia original e criativa. Aposto que depois dessa tentativa você passará a olhar os detalhes de uma maneira diferente.

Exemplo: estava eu na Holanda. Observei uma pessoa tirando uma foto de uma torre, através do aro da roda de um bicicleta. Na hora pensei: Caraca, que ideia genial! Vou copiar. =D  Esperei ele sair, discretamente fui no mesmo lugar, mesma posição e click, tirei a foto.

Preciso confessar que a foto ficou uma droga. E fiquei me perguntando: o que será que esse cara conseguiu fotografar. Tentei desfocar o fundo, desfocar o aro e focar na torre e nada ficava bom. Na real eu não consegui uma foto boa (e me pergunto até hoje se o cara conseguiu). Mas, aquilo me deu um start e eu passei a olhar as bicicletas da Holanda de uma maneira diferente. Afinal de contas o que poderia melhor contar a história da Holanda? Sim, muitas coisas, mas a bicicleta é uma delas.

Até o final da viagem foram inúmeras tentativas, sem muito sucesso, mas com certeza isso foi um exercício para a minha mente.

Como melhorar sua fotografia de viagem
Inserindo a bicicleta como elemento principal nas fotos

Paciência

Por fim um elemento chaves para você conseguir uma excelente foto: paciência! É praticamente impossível conseguir fazer uma boa foto com pressa. Se você é um blogueiro de viagem é importante que você planeje o seu roteiro com tempo para fotografar. Não tenha tempo cronometrado para visitar os lugares. Eu demorei um pouco para entender isso, mas hoje em dia o meu marido já aprendeu que se eu tiver que parar para fotografar eu vou fazer isso, mesmo que me custe mais tempo para conhecer tal lugar.

É importante você e as pessoas que estão viajando com você entenderem que isso faz parte do seu trabalho. E para se ter um resultado final satisfatório é necessário tempo e paciência.

Uma vez assistindo stories de um fotógrafo, ele disse uma frase que me deu uma raiva tremenda. Algo do tipo: se existem muitas pessoas atrapalhando a sua fotografia, seja você mais inconveniente e atrapalhe a deles. Dessa maneira a pessoa vai ficar irritada e vai sair do local! Não, não, nãoooooo… sério mesmo? Que tal praticar a velha e BOA atitude do gentileza gera gentileza? Deixe as pessoas fotografarem e espere o seu momento. Se for um local de passagem simplesmente espere o momento certo. Isso pode te custar alguns minutos, mas…

Embora eu tenha dito no início deste post que é necessário fotografar a vida real de um destino (vida em movimento) é interessante também dedicar tempo (e disposição) para fotografar lugares cheios e movimentados sem ninguém! Queremos passar mentira com esse tipo de fotografia? Não exatamente! Mas se você quer fazer um clique seu na Fontana di Trevi é praticamente impossível ser feito às 14:00 (sem ninguém). Para isso você terá que chegar lá por volta das 6:00 da manhã (sorry) a parte que você não pode omitir é que aquela foto foi feita nesse horário.

Fotografar a Fontana vazia é muito mais legal, com certeza irá render belíssimos registros, ainda mais porque a luz das primeiras horas do dia é a melhor luz para fotografar (assim como a luz do pôr do sol). Mas, se tiver a oportunidade de retornar ao local no meio da tarde, pode conseguir bons registros também. 😉

Que tal ter os dois momentos? Você já fez as suas fotos na Fontana, agora é o momento de fotografar a história do lugar, ou seja abarrotado de turistas. Entende?

Não existe lugar ou dia feio. Quem faz a foto é você!

Todos os lugares são bonitos, é possível fazer registros incríveis em dias de chuva, lugares mal cuidados etc… O seu olhar faz a diferença e a edição de uma foto é a cereja do bolo. Não é atoa que todos os fotógrafos profissionais utilizam dela não é mesmo?

Sempre ressalto da importância de não extrapolar na hora da edição e passar uma imagem que não é real (alô saturação). Muitas vezes um lugar que parece muito sem graça, basta brincar com a luz, temperatura, saturação, exposição e PÁ temos um fotão da porr@.

E aí, você já pratica o seu olhar fotográfico? Deixe aqui nos comentários o seu blog e/ou seu instagram para a gente conhecer as suas fotografias.

Caso você nunca tenha editado uma foto, recomendo começar com uma ferramenta fácil e grátis. Leia o post: Edição de Fotos – Como fazer isso de maneira rápida e de graça

Se o assunto fotografia te interessa e você está em busca de elevar o nível das suas fotos, você precisa ler – 4 dicas de fotografia que você precisa saber para fazer fotos profissionais

One comment
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *