Loading...
Monetizar

Nicho definido e os seus parceiros atraídos

Por que definir o seu nicho de mercado?

Começar um blog de viagem pode até parecer algo simples: viajar, escrever e postar. Mas a realidade não é tão simples assim. Existem algumas perguntas que devem ser respondidas antes mesmo do primeiro post. Assim como em todo novo negócio, definir o seu nicho corretamente pode ser a chave do sucesso para o seu blog de viagem. Atrair os parceiros é o desejo de todos os blogueiros, mas talvez essa seja a etapa mais importante para você finalmente conquistá-los.

Responda:

Qual é o seu nicho?

Qual é o seu subnicho?

Com quem você vai falar?

Com qual frequência você vai falar com essas pessoas?

Como você vai falar com essas pessoas?

Essas respostas devem vir antes mesmo da criação do nome, definição da plataforma, template e etc… Aliás, o nome do seu blog de viagem, pode estar na resposta dessas questões. 😉

Bom, e se você está pensando que tudo isso é balela, saiba que essa definição pode ser o pontapé inicial para você monetizar o seu blog. Correr atrás de parcerias ou até mesmo atraí-los para o seu conteúdo segmentado. Mantenha-se calmo, vamos falar sobre isso mais pra frente.  

Por que definir nicho e subnicho é importante para o meu negócio?

Para participar do grupo da HB no Facebook, você precisa responder 3 perguntas (se não participa ainda, corre lá pra bater um papo com a gente!). Uma dessas questões é: qual o nicho do seu blog? Não foi surpresa ver que mais de 50% das pessoas responderam: viagem.

Falar que o seu nicho é viagem é algo muito (MUITO) amplo. Você precisa parar e olhar com um pouco mais de atenção para isso.

Já publicamos um post no Hello Blogger – Como ganhar dinheiro com Marketing de Conteúdo e lá contamos que existem 60 mil blogs de viagem brasileiros ou seja: é muita coisa. Você não acha que é muito difícil concorrer com toda essa turma?

Além dos blogs tem muita gente falando de viagem por aí: Viagem e Turismo, Qual Viagem, Viaje Mais, Trip Advisor, Lonely Planet, Google Travel entre outros…

Entende como a concorrência é acirrada?

É importante que você defina um nicho além do “viagem”, dessa maneira você começa a se distanciar dos seus concorrentes (macros) e também começa a se tornar especialista em determinado assunto.

Por exemplo: eu não tenho filhos, nunca viajei com criança e nunca fiz nenhum post no meu blog sobre isso. Tenho uma amiga que acabou de ganhar neném e já está pensando em ir viajar com a família. Seria eu a pessoa ideal para indicar o melhor destino para essa viagem?

Tenho que entender que essa não é minha expertise. Ela não é meu público alvo, agora se ela me disser que vai deixar o filho em casa e vai viajar só com o marido o meu blog PODE ser um prato cheio.

Por que o pode em letras garrafais? Eu falo do lado B da Europa! Fugindo dos grandes destinos turísticos. Minha amiga nunca veio para Europa. Essa seria sua primeira vez, normal que ela queira conhecer as grandes cidades como: Roma, Londres, Berlim, Paris … no caso eu falo muito pouco ou quase nada sobre esse tipo de destino. Tenho dois posts sobre Londres e são eles Londres – explorando o lado b da cidade ou Londres sem pressa. Sendo a primeira vez dela na Europa e em Londres, muito provável que ela queira fazer a cidade inteira em três dias. Não quer perder horas em uma cafeteria ou almoçar e jantar no estilo slow food. Ela quer saber como comprar a London Eye, quanto vai custar, como é o passeio, como funciona o metrô da cidade… Eu não ofereço isso no meu blog.

Por que eu, Maytê não ofereço isso? Entendo que tenha muitos blogs que são especialistas em Londres. No caso optei por ir por outro caminho e tentar morder a fatia dos turistas que estão indo para Londres pela segunda, terceira, quarta vez.

O mesmo se passa com o Hello Blogger. Vamos fazer uma análise rápida:

Macro nicho: Empreendedorismo

Nicho: blogueiros

Subnicho: blogueiros de viagem

Quando Klécia e eu decidimos criar o Hello Blogger em nenhum momento pensamos em ser um blog amplo, voltado para todos os tipos de blogueiros. Sabemos que nesse mercado já existe muita gente boa. Em vez disso decidimos atuar em um campo que conhecemos muito bem – blogs de viagem – nós vivemos isso todos os dias e podemos em cada um dos nossos posts aplicar exemplos dentro da nossa realidade. Conversamos direto com o nosso público, vocês. 😉

Alguns exemplos de blogs de viagem muito bem segmentados:

No Mundo da Paula

Macro nicho: viagem

Nicho: mulheres que viajam sozinhas

Subnicho: mulheres negras que viajam sozinhas

Felipe, o pequeno viajante

Macro nicho: viagem

Nicho: viagem em família

Subnicho: viagem em família com criança

Viajar correndo

Macro nicho: viagem

Nicho: viagem para participar de corridas

São Paulo Sem Mesmice

Macro nicho: viagem

Nicho: dicas do que fazer em São Paulo e região

O fato de você ter um nicho e/ou um sub nicho não te impede de falar sobre outros assuntos (sem sair do macro nicho). Por exemplo, a Paula: ela não necessariamente precisa falar em todos os posts sobre como é uma mulher negra explorar determinado destino. Ela pode ter um post sobre Negra na Alemanha, como pode também escrever sobre 10 coisas para fazer em Berlim. O importante é que sempre ela conte sua experiência como mulher negra em novos destinos.

Talvez você consiga se diferenciar no seu nicho, sem que seja necessário entrar em um subnicho. Como é o caso do Viajar Correndo e do São Paulo Sem Mesmice. Mas elas poderiam entrar em um subnicho? Sim! Que tal: viagem para participar de maratonas ao redor do mundo ou dicas de restaurantes na cidade de São Paulo e região. Embora as duas falem sobre esses assuntos no blog, eles poderia sem bem específicas SÓ nesses assuntos, mas será que teriam público suficiente? Isso é importante avaliar também na hora da sua escolha.

Embora as duas não tenham entrado em um subnicho elas já estão sendo bem mais especialistas do que aqueles blogueiros que dizem falar sobre viagem.

Como descobrir o meu nicho e subnicho

Primeiramente você deve seguir por algo que lhe agrade e que tenha a ver com o seu perfil. Eu nunca poderia falar de destinos para participar de corrida sendo que eu nunca nem sequer corri até o quarteirão da minha casa.

Como eu disse lá no topo eu falo do lado b da Europa. Acabei de retornar de uma viagem da Holanda, imagina que eu passei um único dia em Amsterdam dos sete dias que eu tinha na terra do queijo e do tamanco. Alguns dirão que sou maluca, mas a verdade é que esse não era o meu foco. Embora, claro, eu queria muito ter explorado melhor Amsterdam. Mas, entendi que dentro do período que eu tinha eu deveria focar no meu nicho, afinal é isso que eu vendo.

Muitas vezes você também tem que estar disposto a abrir mão de algo para ir de encontro com a sua proposta. É obrigatório? Claro que não! Foi uma opção minha, pois notei que ao pesquisar sobre a Holanda existia pouco conteúdo em língua portuguesa sobre essas pequenas cidades do país. Já sobre Amsterdam, existem centenas de milhares.

Mas vamos lá bloggers, após você identificar o seu perfil de viagem comece o exercício:

Qual é o meu macro nicho? Viagem.

Me pergunto: Eu converso com todos os viajantes?

Não. O meu conteúdo é 90% focado na Europa.

Qual é o meu nicho? Viajantes que estão vindo para Europa.

Me pergunto: Eu converso com todos os viajantes que estão vindo para Europa?

Não. O meu conteúdo é voltado para destinos menos populares da Europa. Exploro cidades menores, com base em um roteiro de carro.

Qual é o meu subnicho? Viajantes que se identificam com cidades menores (da Europa) e com estilos de viagem de carro.

O importante é você se fazer essas perguntas. E não tenha medo de restringir o seu público, é melhor um especialista com um público fiel do que um generalista sem um público. Às vezes é importante abrir mão de algumas coisas para que você possa canalizar energia no que realmente importa.

Pensa como é difícil você ser lembrado hoje como um blog de viagem. Agora, se você tem filhos e quer a segurança de fazer uma viagem tranquila em família, não é no blog Viajar Correndo que você vai buscar dicas e informações.

Por que nichar vai me ajudar a monetizar o blog?

Não é de hoje que as marcas, sejam elas grandes ou pequenas, estão em busca de pessoas que representem o seu produto ou serviço.

Atualmente eu moro na Europa, meu blog fala na sua maioria da Europa, qual é a chance da cidade de São Paulo me convidar para uma press trip? Agora se o ministério do turismo da Espanha quer divulgar o país além de Barcelona e Madri, quem tem mais chance?

Às vezes o tamanho do blog influencia sim na decisão final das empresas, mas se eu começo a construir autoridade sobre o assunto e me torno uma fonte confiável para os turistas que querem conhecer a Espanha, eu passo a ser o alvo deste ministério.

Mas para que alguém te conheça, talvez você precise se apresentar. Se você fala de Paris, não tenha medo de enviar um e-mail com uma carta de apresentação e o seu mídia kit para as empresas de turismo da cidade.

Não peça nada em troca, apenas se apresente!

Entre em contato com marcas também, mais uma vez: para se apresentar e não para pedir nada em troca. Marque a marca no Instagram e mostre que você já usa determinado produto, seja um tênis de corrida, uma mochila, um drone.

Não saia marcando TUDO no seu Instagram. Calcinha, calça, meia, blusa, jaqueta, brinco, colar, pulseira, boné, câmera fotográfica etc…  As marcas conseguem perceber se é desespero e um pedido louco por coisas grátis ou se você de fato usa e recomenda aquela marca.

O fato de eu ter comprado uma blusa na C&A, não me faz uma embaixadora da marca! Então selecione as marcações, nunca esquecendo o seu perfil e o do seu blog.

Me conta aqui nos comentários, qual é o seu nicho e subnicho? Se você ainda não sabe, bora praticar o exercício e quebrar a cabeça.

Após identificar o seu nicho e subnicho, que tal encontrar a sua voz. Como escrever os seus textos de viagem?

Esse post foi inspirado nos aprendizados que eu tenho semanalmente no canal do Youtube da Nathana Lacerda, uma especialista em construção de autoridade.

4 comments
  1. Carolina Belo

    Oi Maytê! Excelente post! Quando criei o blog ele era uma mistureba total. Afinal, era um trabalho para a Faculdade de Turismo e eu escrevia sobre as viagens gerais (de uma forma beeeem pessoal). O blog ficou desativado e, em 2015, por perceber uma necessidade em uma viagem para correr na Alemanha, decidi reativá-lo com o foco em viagens para participar de corridas no mundo. Afinal, viajar para correr tem suas particularidades e nem sempre os corredores conseguem achar tais informações tão facilmente (que foi nosso caso em Füssen). Foi aí que meu nicho surgiu. Realmente, eu deveria ter um subnicho, mas penso que, por enquanto, ainda não é a hora. Mas super concordo com o que você disse: “Às vezes é importante abrir mão de algumas coisas para que você possa canalizar energia no que realmente importa”.
    E muito obrigada por usar o Viajar correndo como um dos exemplos. Fiquei extremamente feliz em vê-lo por aqui!
    Um super beijo, parabéns pelo post e parabéns pelo Hello Blogger!
    Carolina

    1. Mayte Scaravelli

      Carol, muito obrigada =D
      Falar que o viajar correndo poderia ter um subnicho foi apenas um exemplo que pode ir além, mas sinceramente acho que está perfeito e super bem segmentado! Muito bacana saber que de um projeto de faculdade nasceu o blog e parabéns por enxergar a oportunidade que tinha no mercado – como eu disse eu não corro, mas eu não tenho dúvidas que é um mercado muito peculiar e pelo o que eu acompanho nas redes sociais um mercado que tem muito espaço. =D

  2. Daniela Almeida - D&D MUndo Afora

    Maravilhoso o seu post. tem um tempo que nós do D&D Mundo Afora estamos focando mo nosso subnicho que é viagens com pessoas idosos/terceira idade, já que viajamos sempre com nossa mamis. Mas a gente sempre achava dificuldade na hora de produzir os textos, pois sempre tínhamos a sensação de sempre ter que escrever que isso é para idosos, aquilo é para terceira idade, etc. Agora, estamos compartilhando as experiências que já são aquelas com pessoas da terceira idade. OU seja, as dicas podem ser usadas por esse público.

    Então vimos que nosso blog é:
    Macro nicho: viagem
    Nicho: viagem em família
    Subnicho: viagem com idosos

    Muito bom. adorei as dicas e estou devorando os posts do site.

    1. Mayte Scaravelli

      Dani, muito obrigada! =D

      Excelente subnicho, eu nunca tinha visto um blog de viagem com esse foco e acredito que deve ter um bom público. A coisa boa de encontrar o subnicho é que conseguimos encontrar a linguagem para falar com o público e conseguimos gastar energia com o que realmente importa. Se me permite uma dica, com relação as redes sociais eu focaria muito mais no Facebook do que no Instagram. O Facebook tem um público mais velho e já li algumas pesquisas que a terceira idade estava começando a entrar em peso na rede. Se te serve de exemplo todos os meus avôs são super ativos na rede. =D

      Muito obrigada. 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *