Loading...
Técnica

WordPress, Blogger ou Wix: qual a melhor plataforma para o seu blog?

Wordpress, Blogger ou Wix: qual a melhor plataforma?

Uma das primeiras perguntas para quem vai começar um blog de viagem: Qual a melhor plataforma para gerenciamento de conteúdo, WordPress, Blogger ou Wix? Essas são as plataformas mais utilizadas hoje em dia pelos bloggers e na hora de começar o seu blog, é claro que você vai querer fazer a escolha certa. Mas como decidir qual melhor plataforma para você? A gente vai tentar te dar uma ajudinha, fazendo um comparativo dos prós e contras do Wix, WordPress e Blogger. Vamos nessa?

WordPress, Blogger ou Wix: qual a melhor plataforma?

1. Wix

O Wix é uma plataforma de hospedagem online para criação de sites. A ideia dos desenvolvedores sempre foi deixar tudo simples e intuitivo, então você consegue montar todo o site usando uma ferramenta de “arrastar e soltar”. Como diz o slogan, possível para “todo mundo que quer ter um site“.

Por causa disso, é uma escolha muito utilizada para desenvolvimento de sites de lojas, e-commerce e profissionais autônomos. Você também pode associar um blog ao seu site, com o aplicativo Wix Blog.

O serviço básico do Wix é gratuito e contém alguns templates e aplicativos. Isso permite que você crie e hospede um site sem custo nenhum (mas esse site vai apresentar propagandas do Wix). Quem quer se livrar dos anúncios e ganhar mais funcionalidades precisa investir em uma das versões premium. Os preços vão de R$9,50 até R$57,29 por mês. O domínio personalizado também só é possível na versão paga.

Havia um burburinho na blogosfera de que o Wix não oferecia bons resultados de rankeamento no Google. Isso parece ter sido verdade por um tempo. Recentemente e cada vez mais, o Wix vem trabalhando em melhorar o serviço oferecido e hoje já é possível dizer que esse passado negro com problemas de indexação ficou para trás (veja mais sobre SEO em blogs Wix).

O que é bacana no Wix:

– Não é necessário conhecimento técnico. O Wix é simples de usar e configurar. O site fica pronto para uso em poucos minutos com a ferramenta “arraste e solte”.
– Flexível. É possível criar diversos tipos de site e blog.
– Templates e aplicativos disponíveis já na versão gratuita.

O que não é legal no Wix:

– A versão gratuita contém propagandas.
– Quantidade limitada de templates e aplicativos. Incluir novas funcionalidades pode se tornar bem caro.
– Não é possível trocar de template depois de escolher um modelo.
– O Wix é uma plataforma fechada e não é muito simples migrar seu conteúdo para outra plataforma.

2. Blogger

O Blogger é um serviço de hospedagem gratuito para blogs. Praticamente todo blogueiro da década de 1990 já teve um site no Blogger, o antigo Blogspot. Em 2003, a plataforma foi comprada pelo Google e hoje é a plataforma de blogs oficial do maior buscador da internet. Eita!

O Blogger é simples, intuitivo, fácil de aprender – e mais fácil ainda de amar, se você está começando e não entende nada de programação. O Blogger faz tudo parecer mais fácil para o blogueiro. Com poucos cliques, você configura todo o site e está pronto para colocar seu primeiro post no ar.

É bem verdade que uma das maiores críticas ao Blogger é a limitação de design (muitos templates são bem simples, falta aquela cara de blog profissional, sabe?). Também existe uma grande crítica à falta de plugins e flexibilidade para novas funcionalidades nos blogs hospedados na plataforma. Por causa disso, é muito comum ver a migração dos usuários para o WordPress.

Mesmo assim, tem gente que ama o Blogger e não troca por nada. Tem muita gente que tem blog de viagem na versão gratuita do Blogger, e tem vários blogueiros que decidiram investir um pouco e comprar um domínio próprio dentro da plataforma Blogger, se mantendo fiel à ferramenta. Ah, e também tem gente que defende que o Google dá uma “forcinha” nas buscas e nas mídias sociais (especialmente Google Plus) dos usuários Blogger. Será, gente?

O que é bacana no Blogger:

– Gratuito.
– Facilidade de uso mesmo para quem tem pouco conhecimento técnico.
– Tem a marca Google por trás de tudo.

O que não é legal no Blogger:

– Flexibilidade. O Blogger apresenta uma grande limitação das ferramentas disponíveis (plugins e outras funcionalidades essenciais para um blog profissional)

– Design. Na maioria das vezes, o blog não tem aquela cara de blog profissional. Tem muita gente desenvolvendo templates para Blogger e comprar um desses modelos com funcionalidades mais avançadas pode ser uma opção para quem quer se manter na plataforma.

3. WordPress.org

O WordPress foi criado em 2003 e hoje é a plataforma mais popular entre os bloggers, com mais de 60 milhões de usuários. É uma plataforma de gerenciamento de conteúdo totalmente gratuita, que se tornou popular por ser totalmente flexível. A ferramenta tem código aberto (open source), o que significa que todo mundo tem a liberdade de criar uma nova funcionalidade para um site WordPress. Você pode configurar praticamente tudo em um site WordPress. Se precisa de uma ferramenta, basta criar um plugin novo para resolver sua questão.

E tem muita gente fazendo isso!

Além de todos os plugins que já estão no Repositório Oficial de Plugins WordPress (hoje são mais de 53000 plugins), existem muitos outros plugins que nem constam nessa lista, produzidos de forma independente por desenvolvedores web. Inclusive, já falamos da nossa listinha de plugins favoritos para WordPress aqui na Hello Blogger!

Da mesma forma, também existem infinitas possibilidades de temas (gratuitos e pagos), para deixar seu blog com aquela cara de site profissional ou até revista digital. Muitos já estão configurados como temas responsivos (adaptados para Desktop e celular), o que é essencial para um blog nesse mundo dos smartphones. Outros já são programados para melhorar o desempenho do site em mecanismos de busca (SEO friendly)! Queremos, sim ou claro?

E não para por aí. Ao criar um site em WordPress, você é dono do seu site. Basta um simples download e você fica livre para levar seu conteúdo para onde quiser, até outra plataforma. Só que eu duvido muito que você vai mesmo querer fazer isso.

WordPress.com x WordPress.org

Além do WordPress.org, existe também o WordPress.com, e é importante não confundir as ferramentas. O WordPress.com é uma plataforma de hospedagem gratuita de sites. Nele você não precisa instalar nada. Basta criar sua conta e criar seu blog em poucos cliques (escolhendo entre vários temas e funções gratuitas disponíveis, como estatísticas e compartilhamento em mídias sociais) e começar a publicar hoje mesmo. O backup é automático mas o banco de dados é limitado, o que prejudica o crescimento do seu site. Além disso, você não tem acesso aos plugins, que são o grande diferencial do WordPress.org, e o domínio é associado ao WordPress (www.seublog.wordpress.com) e para ter um domínio próprio você precisa desembolsar uma quantia.

O WordPress.org funciona de maneira bem diferente. Você compra seu domínio, faz o download do software gratuito disponível em WordPress.org e instala em uma hospedagem externa, da sua escolha. E daí em diante é configurar seu site do seu jeito, com o tema e todos os plugins que você escolher (gratuitos e pagos).

O que é bacana no WordPress.org:

– Plataforma de código aberto
– Flexibilidade para escolha de tema, plugins e de tudo que você imaginar. Não há limites reais nas ferramentas WordPress.
– Você é dono do seu conteúdo e pode levá-lo pra onde quiser.

O que não é legal no WordPress.org:

– Requer certo conhecimento técnico (ou que você contrate alguém pra configurar o seu site).
– Necessita de um servidor externo de hospedagem.
– O backup não é automático (e você DEVE fazer backup de tudo com frequência).
– Pode parecer um pouco mais difícil de usar para quem vem do Blogger ou Wix (mas é só primeira impressão gente, sério! Depois que acostuma, o WordPress é bem simples de utilizar!
– Você precisa contratar uma hospedagem externa, já que o WordPress.org é apenas a plataforma de gerenciamento de conteúdo e você precisa oferecer um servidor para o site.

Afinal, qual a melhor plataforma para gerenciamento de conteúdo?

Já deu pra perceber que nós da Hello Blogger somos #TimeWordpress, né? É a plataforma que utilizamos em nossos blogs de viagem e aqui na Hello. E com certeza é a plataforma que indicamos para quem quer começar um blog de viagem profissional.

Mas como tudo no mundo, não existe verdade absoluta. A resposta certa pra essa pergunta seria: a melhor plataforma é aquela que atende as suas necessidades e proporciona uma boa experiência para o seu leitor. Para iniciantes, a tentação de escolher a plataforma mais simples e intuitiva é enorme. Se você pensa em levar seu blog de viagem apenas como um hobby, sem grande investimento e poucas funcionalidades, essa pode ser mesmo a opção certa pra você.

Mas se você quer ver o seu blog crescer e se profissionalizar, quem sabe fazer dele uma fonte de renda, vale pensar um pouco. Esse crescimento vai pedir que você incremente novas ferramentas no blog e ofereça uma experiência mais completa para o leitor. Com isso, uma plataforma mais flexível, cedo ou tarde, vai ser uma necessidade. Para quem vai escolher uma plataforma de gerenciamento de conteúdo hoje: Será que não vale fazer um esforço desde o começo para dar o pontapé inicial do seu blog de viagem em uma ferramenta mais versátil e completa?

Mesmo para quem não pensa em monetizar e profissionalizar o blog hoje, vale deixar essa opção aberta para o futuro. Isso porque, quando a gente pensa na dor de cabeça para migrar um blog entre plataformas, dá até um arrepio. Melhor evitar, né?

4 comments
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *